sábado, 10 de setembro de 2011

36 - Estudos comprovam importância do:magnésio, cobre e zinco.





• Magnésio 
O cátion Mg é o segundo mais importante na funcionalidade intercelular. Ele é reconhecido como um mineral essencial para a manutenção da função normal das células e órgãos está envolvido na fosforilação de ADP para sintetizar a molécula de ATP de energia, aplicação tópica também tem um contrapeso em queratinócitos durante a produção de aminoácidos e síntese protéica também falando sobre sistema imunológico de lipídios.
Com a idade, a pele começa a sofrer de deficiência de Mg e como este mineral é importante para uma série de atividades metabólicas e enzimáticas, um tema adicional de Mg é necessário para o bom funcionamento dos sistemas de pele.
• Cobre
Outro elemento traço importante para a pele é Cu, que está ligado à síntese de ATP e como catalisador em várias reações enzimáticas relacionadas com a energia celular. Cobre também promove a síntese de queratina é a principal proteína estrutural da pele, unhas e cabelo. Finalmente, o cobre também está relacionado com o sistema de defesa contra os radicais livres ação mais eficiente do Óxido Dismutase (SOD) em processos oxidativos.
• Zinco
O Zn é necessário para o crescimento celular adequado, é também um ativador do DNA e RNA e estimula a reconstrução da matriz de colágeno, assim, combater processos de envelhecimento prematuro.
Também promove a síntese e estabilidade da estrutura da proteína, assim, garante a manutenção ideal da epiderme e das fibras de cabelo.

Esse oligoelemento participa como catalisador em aproximadamente 100 reações metabólicas. Em um desses processos metabólicos, o zinco estimula os receptores da olfação e do gosto. Os receptores do gosto estão nas papilas gustativas, na parte superior da língua. Por intermédio desse conceito, pode-se determinar que os diversos graus de deficiência de zinco estão relacionados com a  falta de sentir gosto e por sentir sabor amargo ou desagradável.