sábado, 10 de setembro de 2011

ÁGUA DO MAR e o PLASMA SANGUÍNEO - USO ÁGUA DO MAR NO BRASIL




UM ESTUDO MUITO INTERESSANTE SOBRE A ÁGUA DO MAR. 
René Quinton  criou um método terapêutico revolucionário e acessível a todos com a utilização terapêutica da água do mar.   


Pesquisou profundamente e realizou um produto que utiliza água marinha profunda, conseguida em regiões privilegiadas.  Essa água é tratada a frio preservando os micro organismos e elementos vivos do ecossistema marinho.  Diluída em água pura de fonte, em proporção variável para cada espécie viva, humana ou animal.
 
Através dos resultados obtidos recuperando a vitalidade das pessoas enfermas, foi aperfeiçoando, ajustando dosagens e definindo protocolos de uso. Com o uso dessa água,  após 1 mês de uso da ELETROTERAPIA -  GFU temos tido resultados rápidos inclusive em doenças crônicas.

 Segundo os estudos de Quinton existe uma  identidade entre o meio interno (meio vital) e a água do mar isotônica, é possível estimular as forças vitais de qualquer organismo regenerando seu meio vital enfraquecido — do qual se nutrem as células 

Segundo pesquisas os produtos da água do mar pura, de composição equilibrada e completa ajudam a restabelecer a falta dos sais minerais de um corpo em desequilíbrio. 


É agora conhecimento comum de que a vida na Terra surgiu de um ambiente marinho. Este sábio foi a primeira pessoa a entender este processo e demonstrou a identidade entre água de mar, o plasma sanguineo e a linfa, nos mamíferos. Nossos fluidos vitais são oceânicos. 

O meio vital é muito importante para a manutenção da saúde. 
Regenerando o meio vital da pessoa que está doente , a pessoa reconstrói, equilibra, refaz seu sistema biológico.

O uso da Eletroterapia GFU possibilita o estimular as defesas do organismo, limpando o sangue e fortalecendo os sistemas.

René Quinton salvou milhares de crianças na Europa e no Egito, no começo do século passado, usando um soro marinho que chamou de "aqua marina". A população deu-lhe o nome de "Plasma de Quinton", como ficou conhecido por quase 80 anos.

O “Quinton” ficou famoso imediatamente. Surgiram dispensários em todas as cidades da França e também no exterior. Quinton foi aclamado mundialmente como benfeitor da humanidade. Erradicou com sucesso várias epidemias de cólera infantil, especialmente na Itália e no Egito.


O Dr. Jean Jarricot, que abriu o célebre dispensário marinho de Lyon, publicou suas pesquisas com milhares de crianças no livro “Le dispensaire marin, un organisme nouveau de puériculture” (O ambulatório marinho, um novo órgão de puericultura). Um livro que contém as aplicações terapêuticas do plasma de Quinton de acordo com cada doença.
Diversos trabalhos científicos pelo mundo, desenvolveram-se a partir de Quinton.
Matéria completa em :

No Brasil temos um estudo, patente e produtos criados pelo pesquisador  Prof. Dr.Francisco Antunes, Engenheiro Químico. Suas pesquisas seguiram caminhos diferentes das pesquisas de  Quinton, mas as conclusões são bem semelhantes.
Caso queira saber mais sobre o Professor Antunes segue o link: 
http://mineraisnaturais.blogspot.com.br/2011/09/25.html

Prof. Antunes afirma que as doenças são aprofundadas pela carência mineralógica - no tópico pH onde é colocado sobre o corpo retirar de suas reservas os sais minerais para manter o seu pH no nível adequado mostram outras pesquisas que também chegam a essa mesma conclusão - ele propõe o uso da água do mar como um meio adequado de restituir toda gama de micronutrientes aos organismos debilitados e mesmo como um meio válido para prevenção de várias doenças. 

Criou um concentrado mineral natural extraído da água do mar de onde foram retirados macro e micro nutrientes essenciais à vida. Esse produto não contém cloreto de sódio, sais radiativos e outros sais que não são adequados aos seres humanos.
   Com a salinização que esse concentrado proporciona ao organismo, o metabolismo volta a se equilibrar e as síndromes degenerativas regridem ou desaparecem.
   Seus- macro e micros nutrientes são facilmente assimilados pelo organismo. Como atua no sistema imunológico é Indicado para todas as patogenias físicas, mentais e emocionais. vale conhecer: http://mineraisnaturais.blogspot.com.br/2011/09/57.html

Usado em conjunto com o GFU - O GFU limpando seu sangue dos metais pesados, químicas e toxinas  e essa enorme gama de micronutrientes alimentando suas células  e seu corpo o equilíbrio do corpo acontece. E um corpo em equilíbrio não adoece. O RESULTADO DESSA UNIÃO É GRATIFICANTE. 


Traduzido pelo google
É interessante notar que o famoso ambientalista, Rachel Carson, reconheceu a importância de proteger os oceanos e mares interiores esses delicados. No Sea Around Us, ela escreveu:



"E mamíferos... -, Peixes e répteis, anfíbios morno de sangue de aves de nós carrega em nossas veias um salgado no córrego que os elementos são combinados em quase a mesma proporção em mar. Água de cada Esta é a nossa herança do dias, milhões de anos atrás, quando um ancestral remoto de ter evoluído a partir do unicelular para o estágio unicelular muitos, desenvolvido pela primeira vez um sistema circulatório onde o fluido era apenas a água do mar. Da mesma forma, o nosso calcário -esqueletos endurecido são uma herança da rica de cálcio do oceano do tempo Cambriano. Mesmo o protoplasma que flui dentro de cada célula do nosso corpo tem a estrutura química impressionado com a matéria viva quando a simples primeiras criaturas foram trazidos no antigo mar... 

Qualquer que seja o potencial nutricional do alimento, sua contribuição é inexistente se não passar no teste de absorção. Esses nutrientes que não foram transferidos através da mucosa intestinal para celulares entram na circulação tem, para todas as intenções nutricional e efeito, nunca . O estado variedade de nutrientes do seu ambiente desse organismo foram disponibilizados pela absorção devem ser transportados através do aparelho circulatório ao sistema aquoso de microambiente das células. comido Lá, eles servem o seu propósito final: a participação nas actividades metabólicas nas células em que a vida do organismo como um todo depende. "
Ruth L. Pike e Myrtle L. Brown
Nutrição: Uma Abordagem Integrada

John Wiley & Sons, 1984 l, p.
283